Os EUA espionavam o Brasil e o FBI investigava para a Lava Jato de Moro.... Uma história de sabujos


Lastimável é que ninguém parece se preocupar com isso, como se nada de grave tivesse no meio desta sujeira toda. Que os procuradores, os Procuradores que atuavam na Lava Jato, em Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo, tinham planos e pretensões de ficarem ricos, seja por meio do lucrativo mundo das palestras, seja pela criação de uma Fundação para gerir o dinheiro recuperado pela operação.
O dado novo neste imbróglio chamado Lava Jato é o fato das autoridades brasileiras, incluindo os juízes, estarem compartilhando dados e informações com o FBI, num claro sinal de violação da soberania nacional. A suspeita, antes sem fundamento, ganha um "q" de veracidade de que o governo americano queria se apossar da Petrobras e abrir mercado na industria da construção civil e naval, até o início da Lavajato, estavam em franca expansão.

Comentários