Animais de estimação e o novo coronavírus: o que se sabe até agora

Dois gatos receberam o diagnóstico da Covid-19 em Nova Iorque, nos Estados Unidos, na última semana. Embora os animais tenham tido sintomas leves e estejam em recuperação, pouco se sabe sobre a transmissão da doença entre eles ou deles para humanos.

Em uma das casas cujo gato foi diagnosticado com a infecção pelo novo coronavírus, uma pessoa estava com a doença. Na outra, não havia ninguém com sintomas. De acordo com informações da Associação Mundial Veterinária de Animais Pequenos (WSAVA, na sigla em inglês), por enquanto não há dados que comprovem uma transmissão de seres humanos para gatos ou cachorros (ou o inverso), e a principal forma de disseminação da Covid-19 segue sendo entre as pessoas.

Conforme explica Marcelo Ducroquet, médico infectologista e professor do curso de Medicina da Universidade Positivo, em Curitiba, gatos e cachorros não são vetores de transmissão da doença, e o risco de isso ocorrer é baixo. "Se a chance de o vírus se reproduzir neles é incomum, a transmissão é menos comum ainda", explica."




Leia a matéria completa no site da Gazeta do Povo: https://bit.ly/2SsTeVo


Comentários