O flagrante da interferência de Bolsonaro na PF e o serviço clandestino ...

Claudio Dantas analisa todas provas que confirmam a ingerência de Jair Bolsonaro na Polícia Federal. E a confissão de que mantém um serviço clandestino de espionagem.
 


A Polícia Federal solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) mais tempo para concluir o inquérito que apura se o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir na corporação. Em ofício enviado nesta quarta-feira (02), à Corte, os investigadores pedem mais 30 dias para concluir o parecer.

O inquérito aberto pelo Supremo se baseia nas declarações do ex-ministro Sergio Moro, que, ao deixar o governo, acusou Bolsonaro de tentar influenciar a troca do superintendente da PF no Rio de Janeiro, para beneficiar amigos e familiares. O presidente da República nega as acusações e diz que não houve interferência.

Comentários