TV R

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Delator prestará novo depoimento depois que apareceu cheque de R$ 1 milhão nominal para Temer

Defesa de Dilma apresenta documento que mostra que dinheiro veio de doação de empreiteira. Se o Temer insiste em separar as contas para continuar governando, tudo bem, ele terá que dar explicações sobre o dinheiro suspeito de ser sujo e que entrou na campanha em seu nome.
O empreiteiro declarou em depoimento ao TSE que a Andrade Gutierrez fez doação de R$ 1 milhão ao PT em março de 2014. O valor teria sido pago como parte de um acerto de propina de 1% dos contratos da Andrade com o governo federal. Ainda segundo o delator, como a doação foi feita fora do período eleitoral, esse dinheiro só teria sido transferido do partido para a campanha de Dilma em julho do mesmo ano.
No entanto, a defesa de Dilma apresentou ao tribunal um cheque atestando o repasse de R$ 1 milhão do Diretório Nacional do PMDB para “Eleição 2014 Michel Miguel Elias Temer Lulia vice-presidente” em julho de 2014. Na prestação de contas da campanha, não há qualquer outro registro de movimentação do mesmo valor que tenha passado pelas contas do PT.
.

Seguidores