TV R

sábado, 7 de novembro de 2015

Política de arrocho deixa PT revoltado, Oposição feliz e o antes dividido Brasil agora se une na insatisfação

Dilma Rousseff quer acalmar o mercado e acabou revelando que a situação do país era mesmo caótica, como alertaram os candidatos da oposição, a Presidente então resolveu governar para a minoria, pois os planos que estão sendo executados nestes primeiros 20 dias do ano são bem parecidos com os que tinham em mente Marina Silva e Aécio Neves.



Os candidatos derrotados tiveram quase metade dos votos validos e ao que parece estão conseguindo por seus projetos de governo em prática, mesmo sem fazer parte da administração, isso só é possível por que Dilma Rousseff levou a sério a história de divisão da nação e para acalmar os 51 milhões de insatisfeitos com sua gestão, vem fazendo uso do remédio amargo dos candidatos dos banqueiros  e penalizando outros 54 milhões de brasileiros que acreditaram nela quando ouviram que não faria o que os outros fariam... Só falta a Dilma acreditar que Prouni, Bolsa Família, Mais Médicos, Pronatec entre outros programas sociais também são absurdos em matéria de Governo.



O preço da gasolina deve subir a partir de 1º de fevereiro por causa do aumento dos impostos. Com isso, a comparação entre gasolina e etanol pode variar. Por enquanto, abastecer o carro com álcool é mais vantajoso em cinco Estados: São Paulo, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás. Em todos os outros, é melhor escolher a gasolina.

O cálculo foi feito pelo R7 com base nos preços divulgados no site da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), para a semana de 11 a 17 deste mês.

A conta considera que abastecer com etanol só vale a pena quando o valor do combustível custar menos do que 70% do preço cobrado pela gasolina. O carro abastecido com o primeiro combustível gasta mais litros para percorrer a mesma distância equivalente ao volume utilizado de gasolina.
Abastecer com álcool é mais vantajoso em cinco Estados. Veja quais - Notícias - R7 Economia

Seguidores