TV R

sábado, 12 de outubro de 2013

PTB e PDT exigem mais espaço para não desembarcar do Governo Dilma em 2014

Com a aliança de Marina e Eduardo Campos, o PMDB espera ocupar
mais espaço no Governo, mas PTB e PDT prometem barulho desde já
O líder do PTB na Câmara, Jovair Arantes (GO), avisou ao presidente do partido, Benito Gama, novo vice-presidente de governo do Banco do Brasil, que Dilma “terá de negociar cargo na Esplanada” para garantir o apoio da bancada, que ameaça abandonar a base aliada e se bandear para a oposição.

O PTB tem 17 deputados federais e o PDT, com 18, tem o Ministério do Trabalho desde o governo Lula e também está cogitando deixar a base do governo em virtude da aproximação com o PSB de Eduardo Campos.

Parlamentares pressionam o comando do PDT a desembarcar do governo e da coligação reeleitoral de Dilma Rousseff em 2014. O deputado Vieira da Cunha (RS) e o senador Pedro Taques (MT) integram o grupo que tenta convencer Carlos Lupi a discutir a saída do governo em reunião ampliada no fim do mês.

Vale lembrar que Lupi assumiu a presidência provisória do PDT em São Paulo após a saída de Paulinho da Força para fundar o Solidariedade. Lupi já acumula a presidência da sigla no Brasil e no Rio.

Segundo Jovair, o Planalto prometeu dar a “próxima vaga” ao PTB, e o partido está de olho na Integração, também pretendido pelo PMDB e PROS.
Leia mais: Brasília em Tempo Real

Seguidores