TV R

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

A falta de cuidado com o Meio Ambiente deve trazer dor, sofrimento e morte pela consequente falta de água potável e a culpa não pode ser atribuída a São Pedro

A falta de cuidado com o Meio Ambiente deve trazer dor, sofrimento e morte pela consequente falta de água potável e a culpa não pode ser atribuída a São Pedro

A escassez de água potável no mundo é um problema recorrente porque a humanidade de forma geral só pensa nela quando a falta é realmente perceptível. O que está ocorrendo na África do Sul não é muito diferente do viveu São Paulo a pouco tempo atrás, ou Goiânia em 2017, a falta ou irregularidade das chuvas ao longo do ano são apontados por governos irresponsáveis como sendo a única causa desta tragédia que expõe muito mais que falta de colaboração de São Pedro.
Recentemente o presidente dos EUA retirou o país mais poluidor do globo do acordo de Paris, Donald Trump como a maioria da população mundial que visa apenas lucro, progresso e pensa que não precisam cuidar do Meio Ambiente, preservar as florestas e cuidar dos mananciais do seu país e de qualquer lugar da Terra, a ideia do presidente americano é que água potável nunca faltará, e esse pode ser um erro fatal para subsistência da humanidade.
No estado de São Paulo sempre observamos no noticiário qual o nível de água no sistema Cantareira, em Goiás ficamos de olho no sistema Meia Ponte que são termômetros da abundância ou escassez do líquido da vida durante o ano, o precioso geralmente é menosprezado pela maioria de nós, desperdiçado, poluído e muito pouco valorizado quando diz respeito ao desperdício. Só damos a devida atenção aos nossos rios, ribeirões e córregos quando a situação é quase insustentável, ao sentirmos sua falta, a primeira reação é sempre culpar os céus pela irregularidade das chuvas, sem notar ou reconhecer que somos nós mesmos os principais responsáveis pelos perrengues e desequilíbrios da natureza, o que resultará em pouco tempo na mais assustadora falta de água no planeta Terra.
O uso racional da água é um dever de todos, a falta pode trazer consequências desastrosas e impactantes principalmente para as regiões metropolitanas que concentram um número maior de pessoas. A Cidade do Cabo na África do Sul pode se tornar a primeira grande cidade do mundo a ficar completamente sem água em breve, água escassa como no sertão nordestino do Brasil.
São Paulo – Já pensou em viver com apenas 25 litros de água por dia para suprir todas suas necessidades de higiene, alimentação e tarefas domésticas? Dias de secura que remetem a um futuro distópico estão se aproximando dos cerca de 3,7 milhões de habitantes da região metropolitana da Cidade do Cabo, segunda maior cidade…
via Cidade do Cabo pode se tornar 1º grande centro urbano sem água — EXAME

Seguidores