TV R

domingo, 22 de maio de 2016

Governo Temer passa a tesoura nos programas sociais e a desculpa é corrigir erros do PT |@Reinaldo_Cruz – Administrador de Sonhos

iphan2

Erros de avaliação cometidos pelo Governo interino podem pôr em xeque as mudanças prometidas para recuperar o Brasil, a recriação do Ministério da Cultura não foi apenas um recuo de Michel Temer, mas também uma estratégia de aproximar o meio artístico do seu governo e não pense que a manifestação em Cannes não teve nada haver com isso, porque ela foi crucial para que outros artistas de menor e maior expressão fossem à luta no Brasil e criassem um desconforto internacional para o recém empossado Presidente interino. 



O novo Governo já esta ficando marcado pelos recuos de seu Presidente, tivemos apenas 6 dias  da nova gestão e uma coleção de declarações sem sentido por parte dos Ministros, algumas beiram o absurdo, como a do Ministro da Educação que sugere cobrar mensalidades em Universidades publicas ou do Ministro da justiça que quer mudar a forma de escolha do PGR. 

 As decisões precisam ser tomadas, todos nós temos consciência disso, o que os novos gestores do país tem que ter em mente é que antes de verbalizar estas decisões eles precisam analisar se mexem com direitos adquiridos dos brasileiros. 

 E lá se foram as oportunidades do governo ganhar a população logo na largada, tomando as decisões de austeridade sem que isso prejudicasse os vários segmentos da sociedade. Para fazer o omelete é preciso quebrar alguns ovos, mas até para fazer os estragos com medidas impopulares é necessário cuidado, e a última coisa que os arrogantes do novo governo estão pensando é em ter cautela. 

 Menos mal até aqui que a falta de projeto para governar e as decisões equivocadas tomadas de rompante, são amenizadas exatamente pelos recuos de temer.

Manifestação de artistas em Cannes fez um estrago na imagem do Governo Temer pelo Mundo, encorajou outros artistas, de menor ou maior expressão, a ocupar espaços culturais e o Presidente interino se viu obrigado a recuar.

O elenco de Aquarius deu o recado, o barulho foi ensurdecedor lá fora e seus efeitos imediatos no Brasil.

O Ministério da Cultura será recriado por Michel Temer que promete ainda reforçar o orçamento da pasta e assim "contribuir" para que mais obras primas do quilate de Aquarius sejam produzidas em terras brasileiras.


 Fonte: Governo Temer passa a tesoura nos programas sociais

Seguidores