TV R

sábado, 9 de abril de 2016

STF e Janot estariam acovardados? Parecer do BC aponta Cunha como beneficiário de recursos na Suíça




O Banco Central concluiu que está "inapelavelmente caracterizado" o vínculo do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), com investimentos no exterior, por ser o beneficiário de "trustes" e por ter seu nome na constituição deles. O parecer de técnicos do BC foi enviado na última quarta-feira (6) para o Conselho de Ética da Casa. A informação foi divulgada neste sábado (9) pelo jornal "Folha de S. Paulo" e confirmada pelo G1.

De acordo com a avaliação do BC, o deputado deveria ter declarado esses recursos à Receita e ao Banco Central. Cunha alega não ter contas bancárias nem ser proprietário, acionista ou cotista de empresas no exterior. Ele admite, porém, ser "usufrutuário" de ativos mantidos na Suíça e não declarados à Receita Federal e ao Banco Central porque, segundo afirmou, são recursos que obteve no exterior, mantidos em contas das quais não é mais o titular.
Presidente da Câmara é alvo de processo administrativo no Banco Central.
Cunha nega ser dono de contas e, em nota, critica divulgação do parecer.
Parecer do BC aponta Cunha como beneficiário de recursos na Suíça

Seguidores