TV R

quarta-feira, 16 de março de 2016

Lula, Ministro "suspeito" é solução ou mais um problema para o Governo após delação de Delcídio Amaral

     O legado de Lula é no momento questionado por opositores, mas não pode ser apagado e nem esquecido. Sim, após tantas denúncias contra ele muitos vão dizer que tudo o que ele fez foi terrível e nocivo ao país. Não foi.
     Houve avanços sociais importantes, promovidos por ele e seus companheiros,aqueles mesmos que mexe e viram estão no olho do furacão, suspeitos de saquear o país. Corre nos bastidores que Lula quer trazer consigo Celso Amorim para Relações Internacionais e Henrique Meirelles para o BC ou Fazenda, contra estes dois não há nenhuma desconfiança ainda. 

     O problema central que deixa a maioria dos brasileiros com o pé atrás é que são as muitas suspeitas que pesam contra Lula e isso faz do momento inoportuno para traze-lo para dentro de um Governo fadado ao fracasso. 

     A derrocada de Aécio com a delação de Delcídio corroboram com o ditado popular "que se os brasileiros ficarem, o bicho pega, se correr, o bicho come". Todos são inocentes até que se prove contrário, mas Lula hoje é um cidadão sob gravíssimas suspeitas e o Foro privilegiado transmite a sensação latente de impunidade que é irmã do famoso jeitinho brasileiro que nos conduziu para este buraco ao qual nos encontramos.

     Seria esse um abraço dos afogados? Se for confirmado oficialmente, só posso torcer para que as coisas caminhem da melhor forma possível e o Brasil saia do atoleiro, apesar dos pesares. 




     No acordo de delação premiada, o senador Delcídio Amaral (PT-MS) informou que o ex-chefe da Casa Civil do governo Dilma e atual ministro da Educação Aloizio Mercadante prometeu dinheiro e ajuda para que Delcídio deixasse a prisão e escapasse do processo de cassação de mandato no Senado.

Seguidores