TV R

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Juca Kfouri analisa a corrupção no futebol brasileiro

Implacável denunciador da corrupção no esporte mais popular do país, o futebol, o jornalista Juca Kfouri é o entrevistado do Espaço Público, às 23h desta terça-feira (2/2), na TV Brasil. 

Prestes a completar 66 anos, já aos 32 ele integrava uma equipe de jornalistas que trazia à tona um grande escândalo, em reportagem de 1982 sobre a compra de jogadores para garantir resultados de interesse de apostadores em jogos da Loteria Esportiva. 

Seja em jornais impressos, seja em revistas, no rádio, na tevê ou na internet, esse paulistano formado em Ciências Sociais pela USP deixa sua marca como um dos mais ferinos comentaristas esportivos brasileiros. 

No ano passado, ele lamentou que a Comissão Parlamentar de Inquérito da CBF/Nike, na Câmara dos Deputados, tivesse sido sabotada pela bancada da bola e terminado sem que o relatório final nem sequer fosse votado. 

Por sua vez, viu méritos em outra CPI, no Senado, que indiciou vários cartolas, incluindo Ricardo Teixeira, e, segundo ele, deixou claro para a opinião pública “que a corrupção no futebol brasileiro não era fruto da cabeça de alguns poucos jornalistas”. 

Ainda em 2015, Juca Kfouri acompanhou o nascimento de mais uma CPI destinada a investigar a cartolagem do futebol brasileiro, desta vez proposta e presidida pelo senador e ex-craque Romário (PSB-RJ). 

O jornalista foi ouvido pela presidenta Dilma Rousseff para a elaboração de medida provisória que institui o Programa de Modernização do Futebol Brasileiro, pelo qual os clubes têm a chance de refinanciar dívidas com a União, desde que adotem rigorosas regras de gestão. 

A MP contém, ainda, propostas do Bom Senso Futebol Clube, movimento surgido em 2013, por iniciativa de jogadores insatisfeitos com os rumos do esporte no país. 

Juca Kfouri foi diretor das revistas Placar e Playboy; comentarista esportivo do SBT e da Rede Globo; apresentador dos programas Bola na Rede, na RedeTV, e Juca Kfouri ao vivo, na rede CNT; colunista do jornal O Globo; apresentador do CBN EC, na rede CBN de rádio.
Hoje atua na ESPN-Brasil e é titular de uma coluna na Folha de S.Paulo. 

Pai de quatro filhos, ele ainda tem cinco livros publicados: A emoção Corinthians (1982), Corinthians, Paixão e Glória (1996), Meninos, Eu Vi… (2003), O Passe e o Gol (2005) e Por que não desisto - Futebol, Poder e Política (2009).

Seguidores