Ex-diretor da Petrobras, Jorge Zelada, é condenado a doze anos de prisão

Ex-diretor da Petrobras, Jorge Zelada, é condenado a doze anos de prisão, pelos crimes de corrupção

Comentários