TV R

domingo, 17 de janeiro de 2016

Será que Cunha quer ser pego? Ele diz não temer nenhuma das afirmações de Janot



Eduardo Cunha concedeu entrevista a Folha de S. Paulo e não ficou na defensiva, partiu para o ataque tendo como alvos o Governo de Dilma Rousseff e Rodrigo Janot, chefe do Ministério Publico no Brasil. Entre outras afirmações do Presidente da Câmara dos Deputados está a de que ele vem sofrendo perseguição por parte do PGR, que ainda segundo ele age em conluío com o Planalto afim de prejudica-lo na condução dos trabalhos na casa de leis.

Entre os questionamentos de Cunha também esta o fato de que Rodrigo Janot dizer que há um esquema criminoso executado por uma organização criminosa na Petrobras, mas ele não persegue mais ninguém, a não ser ele, Cunha pergunta então a tal organização criminosa é formada só por uma pessoa?

Eduardo Cunha ironizou a possibilidade de renúncia: "De quem? Da Presidente? Cabe a ela decidir, não a mim. E sobre a possibilidade de ser preso ele afirma que não teme e diz que se Rodrigo Janot pudesse ter feito, já teria feito. Se não fez é porque não há provas consistentes contra ele.

Seguidores