TV R

sábado, 7 de novembro de 2015

Protagonismo do PMDB de Eduardo Cunha ficou abalado na Câmara, após derrota sobre reforma política, Renan segue impávido colosso no Senado

O Senado decidiu, nesta quarta-feira (22), adiar a votação do projeto que obriga a União a colocar em prática o novo indexador das dívidas dos estados (PLC 15/2015 complementar). 

Não há acordo sobre a mudança sugerida pelo governo, de adiar a aplicação até janeiro de 2016 e depois devolver aos estados e municípios o que tiver sido pago a mais. Outras mudanças também serão analisadas na próxima semana.

Seguidores