TV R

sábado, 7 de novembro de 2015

A opinião de Zeca Camargo em tempos de defesa da Liberdade de Expressão. Ai de quem discordar.

Reinaldo Cruz
Questão Brasil
O Jornalista da Globo, Zeca Camargo, emitiu sua opinião sobre a cobertura da imprensa ao velório do cantor sertanejo Cristiano Araújo, a qual ele achou exagerada para um ídolo da mídia e não um herói real do povo brasileiro, segundo ele deu a entender. Zeca Camargo se estendeu em seu comentário e acabou por obsequio atingindo em cheio a “família sertaneja”.
A liberdade de expressão deveria resguardar a ele o direito de se manifestar, mas como tem pensamento de foro íntimo que não precisa ser externado, é fácil
concluir que Zeca Camargo perdeu uma ótima oportunidade de ficar calado.
O ex apresentador de tudo na Globo, pareceu meio constrangido ao citar o texto que foi ao ar na Globonews, chegou a dizer a frase clichê numa situação como esta, “Fui mal interpretado”, pois a repercussão de suas palavras, talvez mal colocadas, acabou chocando até quem não tem nada a ver com isso num primeiro momento. Tão imediatamente que a Globo se apressou em escalar Zeca Camargo às pressas para se retratar diante do público do Vídeo Show na tarde desta segunda feira, uma vez que o futuro apresentador de uma nova atração na grade global estava sendo literalmente “linchado” nas redes sociais.
A emissora demonstrou uma certa temeridade com que a repercussão negativa da opinião do apresentador poderia influir na aceitação da nova atração que está prestes a lançar, tanto que tratou logo de pôr panos quentes na questão. André Marques, Cissa Guimarães, Patrícia Poeta, Thiago Liefert, Ana Furtada e Zeca Camargo só deveriam aparecer para falar da nova atração no Encontro com Fátima Bernardes, mas diante das circunstâncias observadas na Internet nesta segunda feira, o Vídeo Show foi a solução encontrada para tentar amenizar as muitas críticas recebidas por Zeca via redes sociais.
A liberdade de expressão não resguarda o direito de ter opinião, não no Brasil, e isso fica claro toda vez que alguém, famoso ou não, resolve expor o seu ponto de vista sobre isso ou aquilo. Para muitos o direito de se expressar só pode ser exercido a partir do momento que as pessoas digam somente o que os outros querem ouvir. Ai de quem não gostar de alguma coisa e resolver contar isso fora do contexto da linha politicamente correta.
Todos nós, formadores de opinião ou não, defendemos com unhas e dentes o direito à liberdade de expressão, mas quase sempre somos incapazes de aceitar uma opinião contrária. O direito de se expressar deveria encampar todas as formas de pensamento no qual o contraditório está inserido também.
Outro dia foi o apresentador Jô Soares que foi ameaçado de morte só porque entrevistou a Presidente Dilma Rousseff, está certo que puxou um pouco o saco da mandatária do Brasil, mas nada justifica tal atitude. Do jeito que a coisa vai, as pessoas só vão poder pensar para dentro, sob pena de ser esculachado por outras pessoas que não respeitam a sua opinião, o seu sagrado direito de se expressar.
Zeca Camargo deu a sua opinião, a qual eu discordo frontalmente, mas respeito o ponto de vista dele. O que talvez o jornalista não tenha observado sobre a comoção em torno da morte de Cristiano Araújo é que era um jovem, apenas 29 anos, e que vinha sim fazendo muito sucesso pelo Brasil à fora. Zeca Camargo faz segunda tentativa de pedido de desculpas para os fãs de Cristiano Araújo | Na Ponta da Língua


Seguidores