TV R

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Em vídeo Lula pede fim do 'jogo rasteiro da calúnia' na internet

O ex-presidente Lula criticou o "jogo rasteiro da calúnia, do baixo nível" na internet. Em vídeo divulgado nesta quinta-feira (30) em seu perfil no Facebook (assista abaixo), o petista disse ainda que a rede pode ajudar a democracia.

"Quando você calunia, você não politiza, você não educa, não produz um fruto." disse Lula durante o vídeo de quase sete minutos. 

"Eu acho que a internet é uma arvore que pode produzir frutos novos todo santo dia se a gente tiver, ao sentar na frente de um computador, interesse de que alguém aprenda algo mais".

O ex-presidente defendeu ainda a liberdade na rede e disse ser contra qualquer veto ou censura, mas disse ser "favorável a responsabilizar as pessoas que usam a internet". 

"Eu tenho liberdade de pegar uma estrada e fazer uma viagem com minha família, mas se eu for irresponsável, eu posso matar alguém ou posso morrer", comparou.

 Falando diretamente para seus seguidores no Facebook, Lula disse ainda que não é preciso ficar com raiva de ninguém em debates na internet. "quando alguém lhe criticar também, aceite. Isso faz parte da democracia", disse. 

Ele disse ainda que um dos objetivos do governo Dilma é levar a banda larga para todo o país. "Eu gostaria que vocês ajudassem a fazer isso. Ajudassem criticando, ajudassem apoiando. Ajudassem mostrando os defeitos que existem, onde não está acontecendo" disse ele, se dirigindo novamente a seus seguidores. 

PT



As declarações de Lula acontecem dois dias depois de uma reunião dos secretários de comunicação do PT que discutiram, entre outros temas, a atuação do partido nas redes sociais. 

Na ocasião, o secretário nacional de Comunicação, o vereador José Américo (SP), revelou que o partido pretende fazer encontros com movimentos sociais para articular uma atuação na internet.

"Existe uma presença conservadora nas redes, de pessoas que defendem a volta da ditadura, o [deputado federal Jair] Bolsonaro", disse. A ideia de Américo é organizar uma resposta progressista a esses pensamentos.
Leia Mais: Lula pede fim do 'jogo rasteiro da calúnia' na internet - 30/01/2014 - Poder - Folha de S.Paulo

Seguidores