TV R

sábado, 9 de novembro de 2013

A sina do Vila Nova e a alegria do torcedor por mais um jogo... do maior rival

     É futebol e tudo pode acontecer mesmo...

     O Goiás foi eliminado da Copa do Brasil pelo Flamengo, pasmem os otimistas e e fiquem embasbacados os pessimistas, por que isso só ocorreu na semifinal da competição.

     Dos 86 participantes, 82 deles ficaram pelo caminho e viram o Flamengo superar o Goiás. E antes que os sabichões da bola lembrem que o quarto lugar e o octogésimo sexto é a mesma coisa em termos práticos, devemos observar alguns pontos e fazer uma reflexão sobre o que aconteceu no futebol brasileiro este ano e o que ainda pode acontecer...


   O quarto lugar do Goiás na Copa do Brasil, é maior alegria do torcedor do Vila Nova este ano, mais até do que a conquista do acesso para a série B, por que tem sido assim ao logo das últimas décadas em que o Tigrão não disputa nada que tenha valido a pena, enquanto que o seu maior rival tem pelo menos a possibilidade de contar com o acaso ou as forças ocultas que sempre dão uma forcinha para o Verde.

     Em 2010, o Goiás caiu de divisão, mas se manteve na mídia (Mundial) por que aquele time horroroso conseguiu o feito de disputar uma final de Copa Sul Americana. Perdeu. Tristeza para o torcedor esmeraldino, que viu a possibilidade de ganhar algo grandioso escapar por entre os dedos, e alegria desenfreada do torcedor colorado que não tem o que comemorar com seu time, então se delicia com as derrotas do rival.

     Pois bem, veio 2011 e o Goiás estava mergulhado numa crise sem precedentes, técnica e financeira. Muitos achavam que o Goiás iria passear na Segunda Divisão daquele ano. A ajuda contestada da Rede Globo ao Flamengo, também funcionou pró Goiás na ocasião, mas não adiantou e o clube não subiu.


   Em 2011, Goiás e Vila Nova estiveram juntos na mesma divisão, mas como sempre o Goiás se destaca e o Vila Nova fica à sombra. o Goiás não teve sucesso em 2011, mas o Vila Nova caiu e foi parar na terceira divisão.

     Ainda em 2011, o Goiás foi beneficiado pelos "Deuses da Bola" e "achou" entre os seus dirigentes, um que poderia dar uma luz ao Goiás, e perdido por ai, o treinador Enderson Moreira, que recebeu a missão de reestruturar o futebol do clube.

     Naquele momento, o Goiás vivia uma conturbada relação com sua torcida, que cobrava resultados e crucificava a família Pinheiro por todos o erros. O clube destituiu um Presidente e era cada vez mais fortes os rumores de que o Verde estaria quebrado.

     Enquanto isso, o torcedor do Vila Nova, festejava a situação do Goiás e pouco ligou para a queda do Tigrão para a série C ou se incomodou com dirigentes montando empresa para "gerir" o futebol do clube.

     Veio então 2012, o torcedor Colorado assitia passivo o Tigrão afundar cada vez mais em sua própria crise, não deixou a série C, não chegou a decisão do Goianão, ai começou a enxergar seus próprios problemas, por que não adiantou torcer para o Atlético tirar o Goianão da Serrinha e ainda teve que contemplar o maior rival voltando a série A do Brasileirão.

     Este ano o Goiás se dispôs a aplicar a política do pé no chão, estava de novo na elite do futebol nacional, mas seu austero Presidente (amparado pela família Pinheiro) decidiu que não faria nenhuma loucura em 2013, e por mais de uma vez declarou que o Goiás faria uma campanha para se manter na elite.

     As coisas foram acontecendo, o Goiás foi vivendo jogo a jogo, ganhou o bi do Goianão, campeonato que o torcedor do Vila Nova acredita não valer nada, chegou a semifinal da Copa do Brasil e ainda vai brigando na ponta de cima da tabela da série A, isso mesmo não investindo alto no time e perdendo jogadores importantes como Egídio e Ricardo Goulart.

     Para o que foi planejado e aonde o Goiás se encontra no momento, com certeza já esta no lucro. E isso é fato que nem a diretoria é capaz de negar aos esmeraldinos.

     Para o torcedor do Vila Nova ficar contente não precisa muita coisa, basta ganhar uma joguinho aqui, outro ali e ver o Goiás perder, seja lá para quem for. O Tigrão é pequeno, como o pensamento da sua torcida, que é gigantesca, mas a cada ano vão minguando por que o Vila Nova não tem anseios de conquistas, desde que o Goiás não ganhe para o torcedor colorado estará sempre bom.

     A outra discussão sem fim é sobre a maior torcida, uma bobagem que não merece muito crédito, a apaixonada torcida do Vila Nova anda encolhendo e para ser considerada a maior do estado ou de Goiânia seria preciso o Goiás deixar de existir pelo menos por um instante. São conquistas ou a forma que você luta para chegar até elas, um dia, que engrandece a torcida ou mostra o seu valor.

     O torcedor do Tigrão só pode torcer para os adversários do Goiás para ter alguma alegria, por que se depender do Vila Nova...
Em jogo emocionante, Sampaio vence Vila Nova e está na final da Série C | globoesporte.com

Seguidores